Pular para o conteúdo

Termômetro Legislativo

2 de outubro de 2019

‘Desinteresse’ e falta de articulação ‘travam’ votação de PLs da prefeitura na Câmara

A votação de dois projetos enviados pelo Executivo à Câmara de Vereadores foi novamente adiada pela Casa nesta terça-feira (1º). Desta vez, ambos foram reconduzidos para a próxima terça (8) (leia mais aqui). O que circula nos corredores da Casa é que dois fatores contribuíram para o adiamento: a falta de interesse da própria prefeitura com os assuntos da CMS e a articulação do governo, liderada por Paulo Magalhães Jr. (PV).

Os projetos em questão são o Sistema Único de Assistência Social (Suas) e o empréstimo de R$ 104 milhões da gestão municipal junto à Caixa. A decisão foi tomada após reunião no Colégio de Líderes. De acordo com um vereador ouvido pelo Bahia Notícias, o líder do governo chegou para as discussões apenas ao final do encontro. “O líder de governo tem o papel de, praticamente, ser babá dos vereadores”, diz um parlamentar ouvido pela reportagem.

Magalhães, contudo, é “bem quisto” entre os colegas de Casa, segundo outro colega. “Ele é bem intencionado, mas falta energia”, opina. “Tem que fazer o jogo com a oposição, com os independentes. Dar atenção aos liderados”, pontua outro parlamentar.

A visão dos vereadores ouvidos é unânime: isto se deve à negligência da própria prefeitura na condução do relacionamento com os demais edis da Câmara. O Executivo estaria se mostrando “desinteressado”. “Se a prefeitura não demonstra interesse, uma urgência. Se ninguém liga para orientar… Não é assim que se fazem as coisas”, argumenta um vereador. “Sensação de muito poder, de que ‘já ganhou’. É mais ou menos isso”, adverte outro.

Outro ponto de agravamento da morosidade da votação dos projetos da prefeitura na Casa seria a “falta de parceria” do presidente Geraldo Jr. (SD) com a prefeitura, conforme aponta um vereador. “Além de querer demonstrar que não é subordinado, ele sequer faz questão de mostrar que é parceiro. E é isso que está norteando as votações da Câmara. Uma dificuldade terrível de evoluir. Não estamos evoluindo”, lamenta um dos membros da Casa.

No final de junho, Paulo Magalhães Jr. minimizou o fato de, à época, apenas dois projetos enviados pela prefeitura terem sido apreciados pelos parlamentares. De acordo com o colunista Zeca de Aphonso, o fato estaria deixando o prefeito ACM Neto (DEM) descontente (leia mais aqui). O líder, por sua vez, minimizou e disse, na ocasião, que os textos estavam seguindo o curso natural dentro da Câmara

Fonte: Bahia Notícias – Mateus Caldas

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: